Publicado por: carlospatyduda | 29 de Junho de 2010

Aline Godoy, da diocese de Sorocaba – SP

Testemunho

Sou Aline Godoy, 29 anos. Nasci em uma família de 15 filhos, sendo eu a 15ª. Meus pais e toda a família são muito católicos. Nasci em Itaporanga, interior de  SP, mas morei no sítio até os 8 anos . A igreja do nosso bairro meus pais que ajudaram a construir, minhas irmãs eram catequistas, e lá foi o primeiro lugar que cantei e toquei , com 6 anos, logo que aprendi os primeiros acordes no violão. Com certeza Deus já marcava ali a minha missão.

Minha família, vendo o meu dom para a música, me incentivou e continuei estudando música, mesmo depois que nos mudamos para Sorocaba, há 22 anos. Com 10 anos, voltei a tocar na Igreja, nas missas, e logo depois no grupo de adolescentes e de jovens. Tocávamos nas quermesses, festivais e tudo mais, e acho que a música era, sim, o que me chamava para a igreja, assim como acontece com muita gente, pois eu era muito jovem e não tinha maturidade na fé.

Em 1998, vendo que a música era realmente o que eu gostava, comecei a trabalhar cantando em bandas. Nessa época, iniciei o estudo do canto erudito no conservatório de Tatuí – SP, além do violão que sempre estudei. Tive um período sem trabalhar na Igreja e outro até um pouco distante de Deus. Meu pai tinha falecido, larguei os trabalhos que fazia e fui pra SP cantar em uma banda onde o líder me tratava mal. Até hoje não sei porque, mas, enfim, sofri  bastante longe da família, nesse ambiente diferente, nem sempre saudável. Deus nunca deixou que eu me perdesse nesse meio, sempre me puxava pela mão, não me deixando cair. Mas sei que tive meus tropeços, fui perdendo um pouco daquela ingenuidade que tinha, meu coração foi ficando cada dia mais endurecido.

Em meio a tudo isso, eu sempre buscava sentido pra minha vida, novas oportunidades, crescimento, enfim..queria me achar, como todo ser humano. Consegui crescer, trabalhei em grandes bandas, cantei em navios com artistas, até que gravei meu primeiro cd, ainda que independente, também um dvd, tentando ter minha carreira. Mas ainda assim estava incompleta, não me encontrando nesses trabalhos.

Deus como sempre me puxou pela mão, voltei pra casa da minha mãe e aos poucos fui voltando pra igreja, nas missas de cura, onde fui tocada e senti um forte chamado. Aos poucos começaram os convites pra cantar pra Deus , quando comecei a conhecer a Renovação Carismática Católica, onde meu chamado tem se confirmado sempre.

Foi e está sendo até hoje um longo período de encontro com Deus, amadurecimento na fé. Hoje leio a Bíblia com amor, estudo-a com alegria e paixão, tenho me entregado mesmo e Deus tem se revelado a cada dia na minha vida, no convívio com minha mãe que tem alguns problemas de saúde, no meu noivado e chamado ao matrimônio, mas principalmente na minha vocação na música católica. Sei que Deus vem me preparando faz tempo. Estudei bastante, me aprimorei, convivi com todo tido de gente, cresci, amadureci, e a cada dia descubro que aquele pensamento de “ estar preparada” era errado. A gente nunca está totalmente preparado para as coisas, a gente tem que encarar o que vem, de coração aberto, pois é Deus que escreve nossa história e a minha Ele escreveu.

Hoje consigo entender alguns capítulos e sei que Ele me quer levando a sua Palavra para o seu povo através da música.Mesmo há muito tempo na música, somente esse ano Deus me presenteou com o dom da composição. Estou compondo as músicas do cd que um dia quero gravar só com músicas pra Deus. Meu noivo compõe também. Tenho caminhado, encarado as missões que vão surgindo, deixando sempre Deus agir, sem pensar muito. Mas agindo também no sentido de preparar o que depende de mim. Voltei a tocar nas missas, participo sempre na Tv Século 21, e me entrego às missões que vão aparecendo e assim, aos poucos, estamos recebendo nosso ministério, eu e meu noivo Juliano, deixando sempre Deus agir, nos entregando a Deus.

E uma coisa gostaria de testemunhar: assim que comecei a dizer meu sim para Deus, as provações são diárias. Enfrento vários problemas atualmente, como a saúde de minha mãe de 76 anos. Mas agradeço a Deus, porque sei que Ele está me ensinando, me lapidando, porque estar com ELE não significa não ter problemas, mas “ter fé”. Com fé, enfrentamos qualquer dificuldade e  NELE confiamos , pois Ele tudo pode… “Confia em Deus e Ele tudo fará” . Deus nos abençoe!

Alyne Godoy

www.alinegodoy.com.brcontato@alinegodoy.com.br

Clipe no youtubehttp://www.youtube.com/watch?v=v0uT8fg81Ho


Responses

  1. Aline ,me apaixonei pela sua História ,que Jesus continue agindo em sua vida e que vc a cada dia possa se fortalece e saber reconhecer cada chamado de Deus. Que Jesus e Maria te abençoe. Salve Maria!!!


Categorias

%d bloggers like this: