Publicado por: Renata Cavanha | 28 de Fevereiro de 2010

Deus presente em minha vida!

“Pedro e os companheiros estavam com muito sono. Ao despertarem, viram a glória de Jesus e os dois homens que estavam com ele.
E, quando estes dois homens se iam afastando, Pedro disse a Jesus: “Mestre, é bom estarmos aqui. Vamos fazer três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias”. Pedro não sabia o que estava dizendo.
Ele estava ainda falando, quando apareceu uma nuvem que os cobriu com sua sombra. Os discípulos ficaram com medo ao entrarem dentro da nuvem.
Da nuvem, porém, saiu uma voz que dizia: “Este é o meu Filho, o Escolhido. Escutai o que ele diz!”
Enquanto a voz ressoava, Jesus encontrou-se sozinho. Os discípulos ficaram calados e naqueles dias não contaram a ninguém nada do que tinham visto.”

Quantas e quantas vezes não entendemos o porque das coisas que acontece conosco…

Como é bom quando “acordamos” e nos encontramos com  o Senhor. E ainda com a confirmação do próprio Deus: “Este é o meu Filho, o Escolhido. Escutai o que ele diz!”

Como é bom , ver um Deus zeloso que concede a nós a graça de sermos conduzidos pelo seu filho Jesus…

Nem sempre é para entendermos tudo o que acontece conosco. Tem momentos que é preciso apenas viver…  Muita das vezes nos atamos ao futuro, e deixamos de viver o que Deus quer para nós hoje.

Para Pedro e os companheiros estava muito bom, naquele local estava Jesus, Moisés e também Elias, era cômodo para eles que eles permanecessem ali, estar com o Mestre, e com profetas de Deus… Isto acontece conosco também. Por exemplo, quando fazemos retiros espirituais, nos abastecemos da graça de Deus, e por muitas vezes dizemos, “ai este final de semana podia ser eterno e  não acabar nunca mais “… e não é  isso que acontece…temos que viver a realidade, retornar as nossas casas, combater o bom combate, por muitas vezes passar por sofrimentos, mas para quê? Para que a luta pela santidade aconteça…

Podemos fazer um céu em nossa vida a medida que permitimos que o Senhor esteja conosco. Não é só procurar Jesus quando nos convém, mas sim ter um elo de amizade com ele, estar com Jesus sempre!

Faça esta experiência e sentirá cada vez mais a presença deste Filho amado do Pai em sua vida!

Deus te abençoe

Renata Cavanha


Responses

  1. Não poucas vezes falamos muito, mais do que o necessario; Pedro, Apóstolo tão amado por Jesus e por nós também, era loquaz; varias vezes lemos, no Evangelho a fala de Pedro, tão eloquente. Mas nem por isto deixou de ser um dos amigos mais íntimos do Senhor, junto a Tiago e João. A ele Jesus confiou o Seu rebanho, ou seja, nós.
    Enfrentamos hoje uma crise de surdez, falamos muito e ouvimos pouco; diferentes de Pedro nós somos, falava muito mas também ouvia o equivalente ao que falava, e aprendia, bebendo e sorvendo e ab-sorvendo as palavras de salvação que só Deus tem. Era pecador, mas Jesus olhou para ele e o escolheu. O motivo?-Deus não quer o pecado, quer o pecador, e Pedro o era, alem de ser pescador, profissão nada honrosa naqueles tempos e ainda hoje. Se Jesus houvesse escolhido, ao invés de um grupinho de pescadores e pecadores,e também outros, e entre eles um de carater duvidoso, como Iscariotes, outro, um funcionário, ou melhor dizendo, vassalo de Roma, como Mateus, o acontecimento da Transfiguração se teria transformado numa discussão calorosa, matemáticos e físicos calculariam a possibilidade de haver sido realmente uma nuvem a envolver o Mestre, outros sabios discutiriam a possibilidade de a voz saída da nuvem ser mesmo divina, e então o divino se perderia em meio a discussões banais, que a nada levam.
    Deus é sábio, e como! Escolheu os mais simples para seguirem-no, porque o coração simples tem mais facilidade para compreender aquilo que para os doutos é loucura. Mas nem por isso os simples são imunes ao descuido das coisas sagradas, os tres dormiram enquanto que deveriam estar vigiando e orando, à imitação do Senhor, que havia ido orar. Nós, em nossa fragilidade também dormimos e enquanto isso a graça passa, e as vezes uma vez apenas. E porque estávamos dormindo, não mais a alcançamos. E é ai que entra a infinita misericórdia de Deus que, sabendo-nos fracos, ensina-nos a ser fortes.
    Pedro falava demais e adivinha quem estava sempre à frente?- adivivinha quem era o primeiro a responder?- mesmo correndo o risco de estar errado em sua resposta? – Pedro! João, o amigo mais amado, o preferido do Mestre, teve, quando da condenação à cruz, a coragem, de junto à Mãe acompanhar o “cortejo” do Rei rumo ao calvario, ficou ao pé da cruz até o último momento., enquanto todos os outros fugiram, com medo, e é compreesível, afinal o próprio filho de Deus teve medo. E se somos e formamos hoje a Igreja de Cristo, é porque esses homens se afastaram, pois tudo na historia da Salvação tem o seu lugar. Não acontecesse isso, quem iria comandar o rebanho do Senhor? Se hoje temos um Bento XVI no comando de nossa igreja é porque naquela noite que antecedeu a morte do Homem-Deus, Pedro fugiu; não fugisse seria morto ele também.
    Graças a tudo isso podemos hoje armar nossas tendas da fé e esperar a Parusia, porque aqueles que, ao verem seu Senhor envolto numa nuvem quiseram lá estar para sempre, hoje estão, para sempre em companhia de Moisés e de Elias,junto ao seu e Nosso Senhor, na gloria do paraiso.


Categorias

%d bloggers like this: