Publicado por: geovankubalc | 9 de Fevereiro de 2010

Ângelus dominical com o Papa

Praça de São Pedro
Domingo, 7 fevereiro 2010

Ângelus dominical com o Papa

O dom da vocação sacerdotal e religiosa é um chamado Divino. Assim expressou o Papa Bento XVI no rezo do Ângelus deste domingo.

Desta maneira ele introduz as leituras e o evangelho do dia de hoje. Reflitamos um momento nestes testos Sagrados.

“Eis-me aqui Senhor, manda-me!” (Is 6, 8) Esta foi a resposta de Isaias ao chamado de Deus a pregar a Sua misericórdia. Nesta visão de Isaias um Anjo purifica sua boca e apaga todos os seus pecados. Com isso, encoraja a Isaias apesar de sua fraqueza a ser um mensageiro do Senhor.

Da mesma maneira São Paulo narrando sua debilidade nos diz que se sente o menor de todos os apóstolos, mas que “pela graça Deus, sou o que sou.” (I Cor 15, 10) Sabemos muito bem que Ele foi um dos grandes apóstolos e tudo o que ele nos deixou escrito em suas cartas é uma relíquia para a Igreja.

O Evangelho mostra como foi o chamado de Pedro. Ele com outros pescadores que se tornariam apóstolos juntos tinham passado toda a noite pescando e nenhum peixe tinha conseguido. Depois de ter escutado uma predicação de Jesus, obedecendo ao mestre, lançaram as redes ao lago. Colocamos-nos no lugar de Pedro. Profissional neste trabalho obedece a um homem que acaba de conhecer. Tamanha impressão deveria ter causado Jesus nele para mover-lo a lançar as redes. Ao ver a grande pesca que tinham feito, Pedro cai aos pés de Cristo e se reconhece pecador. O Senhor, no entanto, o encoraja e lhe diz que “não tema, pois a partir de hoje serás pescador de homens.” (cfr Lc 5,10)

Após refletir nestas passagens bíblicas, o Papa nos faz este comentário: “Nestas três experiências vemos como no encontro autêntico com Deus faz o homem reconhecer sua própria pobreza e insuficiência, seu próprio limite e pecado. Mas, apesar desta fragilidade, o Deus, rico de clemência e de perdão, transforma a vida do homem e chama a seguir-Lo. A humildade testemunhada por Isaias, Pietro e por Paul convida a quem recebeu o presente da vocação divina a não focalizar em seus próprios limites, mas a ter o olhar fixo no Deus e em sua surpreendente clemência, converter o coração, e continuar, com alegria, para deixar tudo por Ele.”

Recordando o ano sacerdotal que estamos celebrando, o Papa pede orações para que o Dono da messe nos mande operários e que, àqueles que sentem o chamado de Deus, saibam responder com generosidade, não confiando nas próprias forças, mas na graça que somente o Senhor nos pode dar. Ao mesmo tempo em que pede aos sacerdotes renovar sua generosidade respondendo cada dia o chamado de Deus com humildade.

Nestas palavras do Papa, podemos notar o grande aprecio e esperança que ele tem nos sacerdotes e o zelo ardente que ele, sendo o Papa, tem para que surjam novas e santas vocações na Igreja. Ele sabe que o seu testemunho de oração e apostolado pode incentivar muitos jovens a seguir a Cristo. Pelo mesmo motivo também é consciente de que a vocação não é uma escolha pessoal, mas sim um dom de Deus, e por isso pede que “orem ao Dono da messe.”

No final do seu discurso o Papa encomenda a Virgem Maria todas as vocações “particularmente à vida religiosa e sacerdotal. Que Maria desperte dentro de cada um o desejo de pronunciar realmente um “sim” para Deus com alegria e devoção completa.”

Como nos pede o Papa, “imploramos fervorosamente para o Senhor desperte em muitos jovens o desejo para responder generosamente a sua chamada, de forma que, deixando tudo para Ele, consagre sua vida completamente à missão bonita de ser mensageiros valentes das Boas-Novas da salvação para celebrar com dignidade os Mistérios Sagrados e sendo fiel e convencido testemunhos da caridade.”

Autor: Geovan Carlos Kuba, L.C.

gkuba@legionaries.org

Comente esse texto! ↓


Responses

  1. Hoje, exatamente como nos tempos dos santos profetas do Antigo Testamento, Deus continua chamando o seu povo, e tal qual naqueles tempos há os que titubeiam diante desse chamado, e a razão talvez seja uma só:- ninguém ao ouvir o chamado de Deus a servi-lo, está preparado, a missão exige renúncia e essa renúncia muitas vezes tem de ser total e absoluta. Assim foi com Oséias, que foi, diante de seu povo, à vista de todos, traído, quis o Altíssimo que desposasse uma prostituta, imaginemos a sua dor. E o que dizer de Jeremias? – Ainda muito jovem,ouvindo o chamado de Deus-Pai,teve medo e não queria assumir sua vocação de profeta, depois, em meio às provações que teve de enfrentar, sem nenhum crédito por parte do povo, (aliás, é sempre assim) e mesmo em meio ao sofrimento por ser desacreditado pelos seus e até pelos sacerdotes, sentiu a onipotência, a grandeza da humildade do amor de nosso Deus, e tão intensa e total foi sua entrega, que, extasiado, exclamou:- seduziste-me Senhor! Assim é Deus, humilde em Sua onipotência,grande em Sua sabedoria, a ponto de escolher e ungir a Davi, um insignificante partorzinho de ovelhas, e torna-lo rei, o rei terreno de Seu povo. Servir ao Senhor é ir ao encontro ao povo de Deus, é deixar tudo para trás por um só motivo:- Jesus Cristo.
    Teresa de Calcutá fez esta escolha, abandonou sua familia para ser mãe de muitos! Irmã Dulce de Salvador fez o mesmo. Duas mulheres que optaram por fazer-se pobres, que de tão pobres eram riquíssimas. Maria disse algo parecido no Seu Magnificat:- “Despede os ricos de mãos vazias e enche de bens os indigentes” Hoje vivemos num tempo em que rareiam as vocações, por isso a preocupação do Santo Padre, necessitamos sacerdotes, e Sua Santidade dá-nos a receita de como tê-los:-rezando, orando e suplicando ao Senhor que envie operários para os seus campos, operários comprometidos com Sua causa, que é teoricamente bonita e simples mas que na prática só é bonita, e ainda assim, para quem tem olhos para enxergar. Que Jesus, pela intercessão de Nossa Senhora das Graças,a mulher humilde que gerou a própria humildade, rogue por nossos jovens, para que quando ouvirem o suave convite do Senhor:- vem e segue-Me, realmente o façam assim.
    Que a Trindade Santa juntamente com Maria e todos os santos e anjos nos protejam para que levemos a cabo nossa missão.


Categorias

%d bloggers like this: